Benfica TV

BenficaTV

Este post, tem como simples objectivo, elucidar as mentes retorcidas que possam ser influencias por um ou outro “sobral” escriba ou até mesmo por um corrupto, perdoado pela falta de uma”assinatura” de um juíz.

Serve o presente para dar algumas razões pelas quais o canal do Benfica, a Benfica TV, é diferente de, por exemplo, o canal, dito desportivo, que tem em comum, com o clube do corrupto, o facto de ambos partilharem o mesmo sujeito como accionista (maioritário no caso do canal e um dos maiores no caso da SAD do clube), ou mesmo do canal que cede tempo de antena ao clube corrupto (que apesar de não estar 24h a transmitir desporto, dizem que é propriedade do clube corrupto).

Finalmente, vejo o Record a fazer jornalismo. Não são muitas as vezes, confesso, mas desta vez, isto é jornalismo, é informativo e é esclarecedor. É isto que se pede ao jornalismo. Passo a transcrever, a crónica do JOÃO QUERIDO MANHA:

“Os clubes da Liga estão de pé atrás com a revolução prometida pela entrada da Benfica TVno mercado dos direitos televisivos.

O problema é tão bicudo que ninguém ousa fazer declarações formais sobre as desconfianças de que todos falam nos bastidores, deixando que seja o rival principal dos encarnados a ficar com o ónus da polémica.

Do outro lado do Atlântico, ele disparou os primeiros torpedos, tentando pressionar a Liga, que também mantém ensurdecedora prudência.

São questões de ordem ética, em particular, que alegadamente justificam esta frente de guerra levantada com suprema ironia pelo dirigente de um dos vários clubes que partilham, alegremente e na desportiva, o mesmo investidor de referência, até há pouco monopolista dos direitos de TV, sem que alguma vez se tenham levantado dúvidas a tamanha promiscuidade.

A televisão do Benfica não é apenas uma das duas que, desde a época anterior, transmite em direto os jogos da Liga, mas é a única que está sob a alçada disciplinar da organização (art.º 19.º do R.D. da Liga).

O canal detido a 100 por cento pela SAD do Benfica não poderia recusar-se, por exemplo, a ceder imagens à Comissão Disciplinar, ao contrário do que fez recentemente o Porto Canal no processo dos incidentes num jogo do campeonato nacional de juvenis.

Os deveres de associado da Liga, sob alçada do Regulamento Disciplinar, vinculam e expõem o Benfica em qualquer eventual caso de manipulação de imagens, por exemplo, em contraste com o Porto Canal, uma empresa com capitais alheios ao FCPorto, mas que assume a identidade do clube sem ter de prestar contas às instâncias do futebol.  

Esta desconfiança gratuita sobre a transparência da indústria futebolística repete o que se passou há uns anos, quando o Benfica passou a ter como sponsor a marca de cerveja que também era patrocinadora da Liga. Este estrebuchar nervoso lembra o ranger das traves mestras antes do colapso dos prédios decrépitos.” Cit. João Querido Manha (ou aqui)

Anúncios

Etiquetas:

Opina para aí...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: