O quotidiano português

Não há nada que nós já não saibamos sobre a vida em Portugal:

Aos criminosos é lhes dito que o crime compensa e os criminosos lá fazem o seu trabalho. E assim sendo, o protegido de António Garrido, lá conseguiu o merecido prémio de carreira uma vez que atingiu todos os objectivos que lhe foram propostos para as últimas épocas. Assim sendo, o seu lugar estará no futuro, após terminar a carreira de ladrão, já garantido, como sucessor do seu protector, primeiro nas instâncias internacionais e depois quiçá na estrutura base que o levou ao estrelato.

Pelo meio mostra-se uma vitima, sendo a classe dele, como o próprio afirma “dos poucos culpados”. Claro que são dos “poucos culpados”, porque a nossa justiça vale a merda que vale, caso contrário, se fosse em Itália, em Inglaterra, em Espanha, na Alemanha, até na China, e até mesmo neste rectângulo há uns anos atrás, se calhar estavas a falar de dentro de Caxias, Custóias, Alcatraz, Guantanamo, ou outro local semelhante. Pergunta ao Guímaro se gostou da experiência. Por cá, vai começar a campanha de limpeza de um dos árbitros com maior número de erros premeditados que há história. E consigo levou, para o Euro 2012, parte da equipa que mais trabalhou para o título da última época, como merecido prémio. Já tem agora dinheiro para pagar a conta do dentista.

—————————————

Noutro capítulo, o Presidente do Sindicato dos Jornalistas optou por fechar a matraca, em vez de comentar as palavras do presidente da sucursal B: “Como jogador, Nuno Gomes no Braga acabou.”. É um sujeito caricato, uma vez que há cerca de 1 ano, não se inibiu de abrir a matraca, quando o Nuno saíu do Benfica, sem que os dirigentes do Benfica tratassem o Nuno como ele agora foi tratado. É caso para perguntar ao Sr. Evangelista o que o impede de falar agora? Ou então para o mandar à merda mais uma vez, só porque quem merece, merece.

No capítulo da Liga portuguesa, continuamos na mesma. Palhaçadas atrás de palhaçadas, tal como o anterior presidente (e actual da FPF) já nos tinha habituado, a sua linhagem está assegurada com o actual presidente da Liga. Apresentar e fazer aprovar leis para entrarem em vigor de imediato, mesmo que para isso tenham de prejudicar clubes com contratos firmados é uma marca da LPFP.

A última lei aprovada, para impedir o empréstimo de jogadores é então fantástica. Clubes com contratos de empréstimos de jogadores já firmados vão ter agora de repensar toda a época. A LPFP sempre a pensar nos clubes.

A lei em si não traz vantagem nenhuma. Quem quer ganhar jogos com os jogadores emprestados, tem mais onde os ganhar, existem alternativas mais seguras no Conselho de Arbitragem.

Nem vou comentar a Lei, porque acho que esta Lei (de total proibição) só vai trazer prejuizo ao jogador português, nem vai ser tanto aos clubes, mas sim ao jogador português.

Agora a ideia peregrina de fazer com que a lei seja implementada para a época que já está quase a começar (para alguns já começou) é fantástica. Bravo!!

—————————————

Por fim, temos mais uma maravilha do nosso belo Portugal, não é que o nosso Ministro Adjunto, tirou uma licenciatura num ano, tudo à custa das equivalências! Isto realizado através de um programa que eu intitulei de “Novas Universidades” (em tudo semelhante às Novas Oportunidades, mas para o Ensino Superior).

Este é o mesmo ministro que a ERC (e vocês sabem que é o seu presidente, porque eu já vos disse, mas há mais quem o diga) ilibou no caso das “alegadas pressões a jornalistas… E não é que o Gambinus serve para alguma coisa!!!

Já em 2001 haviam ideias inovadoras do presidente  da ERC, que até está na origem do Porto Canal.

Sobre ele, o jornalista Carlos Magno escreveu, um dia, que ele “comanda o clube com paixão mas racionaliza as emoções. É um líder. Um príncipe na relva e um homem do povo na tribuna presidencial” e dividiu-o em duas personalidades distintas, entre o “Jorge Nuno que é um gentleman, filho de boas famílias, um burguês culto e liberal do Porto” e o “Pinto da Costa, que é frio, cerebral e implacável na defesa do clube”. ” retirado de Blogue Oficial da Associação Comercial do Porto (página 259)

Só para que não se esqueçam quem é o presidenteda Associação Comercial do Porto, eu relembro. Foi um comentador de um dos programas em que se fala de futebol, um tal que ficou conhecido como “Fui” Moreira, após ter abandonado o estúdio de um momento para o outro, deixando tudo em cima da mesa, por arrumar.

No artigo referido antes eu escrevi: “Vamos ver o que acontece. É estar atento.”

Acho que já estão a ver o que acontece. Alguém quer tentar desenhar a teia. Vai ser cansativo, mas é um bom exercício.

Viva Portugal.

Anúncios

Etiquetas:, , ,

Opina para aí...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: