Benfica 4 – 1 Maritimo (2x Nolito, Rodrigo, Bruno César)

Foi um bom jogo do Benfica, entrou muito forte. Na primeira parte podia ter marcado mais do que os dois golos com que foi a vencer para o intervalo, isto sem que o Marítimo se chegasse sequer à baliza do Artur.

Na segunda parte, o Marítimo entrou melhor, chegou ao 2-1, num lance em que eu acho que o Artur tem algumas responsabilidades, e podia ter empatado, mas não o conseguiu, também por responsabilidade do Artur.

Depois vieram os restantes golos e colocaram a vantagem em números, ao contrário do que disse o treinador do Marítimo, mais do que justos.

Grande jogo do Nolito.

Alguns comentários em relação a este campeonato:

Tal como já tenho vindo a dizer e irei continuar a dize-lo sempre que assim se justificar, os desbloqueadores de jogos, lá vão aparecendo sempre que necessário.

Nem vou discutir a justeza da marcação dos penaltis, no Freixo ou na Madeira, porque isso neste momento não me interessa nada, uma vez que haver motivos para a marcação de penaltis, nunca foi um critério válido, para que eles fossem marcados.

Mas são “estes” mesmos penaltis que com resultados em 0-0 são marcados e descansam uma equipa, ou que com um resultado em 2-2, dão a vitória a outra equipa, que fazem toda a diferença. São estes mesmos penaltis, que não foram marcados na Académica, em Paços de Ferreira, em Santa Maria da Feira, em Alvalade, etc. que fazem com que vitórias que poderiam ser folgadas, se transformem em vitórias sofridas ou mesmo que nem sequer em vitórias se transformem.

Os penaltis não contam para nada, nem justificam nada, mas dão uma ajuda do caraças a quem deles beneficia, se dão. Então se forem inventados, mais ajuda dão.

É só procurar neste blog a quantidade e a clareza de penaltis roubados ao Benfica e ver o que é marcado noutros campos, para se entender a diferença de tratamentos entre clubes que imortalizam jogadores e treinadores pelas conquistas com outros que atribuem ao seu presidente todas as glórias das suas vitórias.

Por isso, este campeonato para além do presidente, o mérito pode muito bem ser repartido, com os Proenças, Capelas, Xistras, Soares Dias, Sousas,  Olharápios e outros mais que irão marcar presença no próximo europeu, onde terão a recompensa pelos trabalhos prestados.

Uma palavra para a Sporco TV. Mais uma das maravilhosas linhas de fora de jogo que eles colocam (e já não é a primeira vez que isto acontece). Até me admira não haver mais golos do Benfica em fora de jogo, na Sporco TV.

————————————————————————–

Uma palavra final, para o descontentamento que a RTP tão bem mostrou (sempre a prestar serviço público) patente no estádio da Luz. Antes de mais, gostaria de lembrar a RTP, que este clube a quem tanto tempo dedicou a filmar a entrada e todos os momentos de JJ até ao primeiro golo, assim como a mostrar as frases nos arredores do estádio, ou mesmo a colocar legendas nos cânticos da claque dos NN, é o mesmo clube que levou ao despedimento de um vosso colaborador. Não acham agora que esta reportagem foi muito pouco isenta? Agora isto já se pode considerar serviço público? Então está bem.

Quanto aos protestos, continuo a dizer o que sempre defendi, todos os sócios/adeptos do Benfica, são livres de protestar, não o aceito é que o façam da forma como o fizeram. Não me identifico minimamente com estes protestos e repudio-os solenemente. Gostava que os protestos, a acontecer, aconteçam em sede própria e de forma correcta. O Benfica não tem democracias à medida de cada um.

Há mecanismos, para se fazerem os protestos. Concordo e acho muito bem, que se cante que o “Benfica é nosso até morrer” (convém que ninguém se esqueça disso). Contudo discordo completamente do insulto e do vandalismo, mas eu também, por muito bonito que ache o espetáculo que as claques possam dar dentro de campo, continuo a considerar toda e qualquer claque atual, como uma fachada para criminosos.

Havendo tantos adeptos descontentes com a gestão do clube, avence-se para uma AG, para pedir eleições antecipadas, avancem os candidatos. E não aceito que continuem a esconder-se atrás da cobardia de que o atual Presidente não deixa que se avance com nada. Somos mais de 200 000 sócios, por isso, avancem. Fazer o que estão a fazer é um ato de cobardia e tentar que alguém que foi eleito democraticamente, abandone o cargo para o qual foi eleito.

Não vou discutir agora, se sou a favor ou contra o atual presidente, até porque as alternativas são nenhumas. Os ex-opositores, ou estão agora a favor da continuidade ou nem sequer aparecem, por isso, não percebo o que querem, uma junta militar? Se isso for a vontade da maioria, então siga.

Ninguém gosta de não ganhar e eu não sou exceção, aliás, já o disse que vibro com qualquer que seja a vitória do Benfica, seja em que modalidade for.

Para finalizar, a democracia não é só a que alguns querem, é a que todos desejam.  Por isso, deixem de ser cobardes e avancem com o que é preciso para satisfazerem a vontade, que dizem ser a da maioria. Se assim for, os sócios dos Benfica estarão convosco, já o mostraram no passado e voltarão a mostra-lo, se assim for.

Anúncios

Etiquetas:, ,

2 responses to “Benfica 4 – 1 Maritimo (2x Nolito, Rodrigo, Bruno César)”

  1. leandro says :

    Não vi o jogo, só o resumo, e nada tenho a declarar…
    Foi o que foi, ganharam bem.
    Quanto aos protestos, e sem falar em RTPs (que quando malham no FCP e no Pinto da Costa só diz verdades e presta “Serviço Publico”), concordo INTEGRALMENTE com suas palavras…
    E não serão meia duzia de gatos pingados arruaceiros que conseguirão, desta forma, mexer com o que quer que seja no SLB… O clube é maior que eles… Maior que o clube (seja ele qual for) só poderá ser o amor que seus adeptos nutrem por ele…
    Claques!?!?!? Enfim, partilhamos da mesma opinião…
    Faz lembrar uma frase do Sérgio Godinho (em musica de Ornatos Violeta) “O amor é uma doença quando nele julgamos ver a nossa cura”.

    • F1 says :

      Eu não disse que não diz as verdades, apenas questionei a isenção da RTP, ao mostrar apenas um determinado tipo de imagens e indo ao pormenor de colocar legendas nos cânticos da claque.
      Sendo que é um assunto de interesse unicamente de sócios e adeptos do Benfica, dar atenção a um determinado ponto de vista, não é serviço público, nem sequer é isenção.
      E apenas refiro isto em relação à RTP, já que falamos da mesma entidade que demitiu um colaborador de um programa desportivo por ter celebrado “efusivamente” um golo do seu clube, num programa sobre futebol. É um ultraje ter alguém a falar de futebol que tenha uma preferência clubistica.
      Já ter um jornalista a fazer uma reportagem, completamente orientada para um único sentido, se isso é jornalismo isento, então está bem.

Opina para aí...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: